Pular para o conteúdo principal

As 7 principais linguagens de programação usadas em desenvolvimento mobile


A multiplicidade de linguagens para a criação de softwares e aplicativos é gigantesca. Inserido nesse universo recheado de idiomas, digno de séries e filmes cultuados como “Star Trek” e “Star Wars”, o programador deve escolher precisamente a opção mais adequada ao objetivo final.
Não somos tão sábios quanto Mestre Yoda e Spock, mas vamos te dar uma força e explicar quais as linguagens de programação mais usadas em desenvolvimento mobile. Siga-nos nessa jornada!

Java

Adquirida pela Oracle, é a linguagem mais utilizada por programadores ao redor do mundo. Orientado a objetos, o Java é compilado e flexível, podendo ser executada tanto numa janela de navegador quanto em aparelhos sem browser.
Outra grande vantagem da linguagem Java é a capacidade multiplataforma, cujo código é executado com especial sucesso em sistemas Android e Windows. Ainda assim, quando fala-se em desenvolvimento mobile no Brasil, com a salada mista de SO nos smartphones e tablets, dependendo dos seus objetivos, uma plataforma integrada é mais do que bem-vinda: é quase indispensável.
Além disso, de forma complementar ao JAVA, tecnologias como o TotalCross vem ganhando espaço por  facilitar o desenvolvimento mobile e portar o app para iOS, Android e Windows, com um único código fonte.

C

Desenvolvida nos anos 1970, pode-se dizer que a linguagem C é como o latim para a maioria dos idiomas ocidentais: uma língua-mãe. Dela se originaram Java, C# e praticamente todas as outras. Contudo, assim como o latim, é complexa e exige de você muitas linhas para cumprir tarefas que outras linguagens fazem em apenas uma.
Também é compilado, e ideal para sistemas com muitos cálculos ou para jogos com gráficos espetaculares. Se você tiver tempo e criatividade, pode ser uma escolha interessante.

C++

Derivada diretamente da linguagem C, essa linguagem é uma das mais populares e utilizadas pelo comércio devido ao fácil manuseio e pluralidade de plataformas. Você pode criar aplicativos simples para uma infinidade de funções. Mas não é só isso. Para se ter uma ideia, a C++ foi usada como base para o desenvolvimento de softwares grandiosos como Photoshop, Illustrator, Firefox e Microsoft Office.

Python

Esse sim parece nome de alguma civilização dos planetas inventados por George Lucas e Gene Roddenberry. No entanto, o nome é oriundo do grupo de comediantes ingleses Monty Python. É uma linguagem com sintaxe clara e didática, excelente particularmente se você for um iniciante.
No entanto, é uma linguagem robusta, uma vez que permite ao programador resultados sofisticados apesar da simplicidade. Está presente em web apps megapopulares como Instagram e Pinterest, por meio do framework Django, além de Yahoo! e Google.

Objective-C

Também conhecida como Obj-C, essa linguagem foi utilizada pela Apple enquanto a C++ era a moda. Também foi desenvolvida a partir da linguagem Smalltalk, não obstante com mais foco em funções gráficas e de exibição. É a base original dos aplicativos feitos para iOS e Mac OS X e orientada a objeto. Está em processo de substituição pela Swift.

Swift

É a nova linguagem desenvolvida pela Apple. Não há opção melhor se o seu objetivo é focar em aparelhos iOS. Recentemente, a marca inventada por Steve Jobs anunciou que a Swift será transformada em código aberto. A medida busca aumentar o número de programadores e transformá-la na linguagem mais popular para desenvolvimento de softwares e aplicativos mobile.

C#

Assim como o Obj-C está para a Apple, o C# está para a Microsoft. Todavia, a empresa fundada por Bill Gates não tem se saído muito bem no desenvolvimento mobile. Ainda assim, a credibilidade estabelecida pelo Windows no Brasil é imensa e você não pode descartá-la de forma alguma. Logo, se pretende desenvolver aplicativos que englobem o sistema mais popular do mundo é melhor incluir a linguagem C# na sua lista.
Finalmente, essas são as principais linguagens para desenvolvimento mobile. Lembre-se de não levar em conta apenas o gosto pessoal, mas sim os objetivos finais e as plataformas que pretende atingir. Então, antes de começar a desenvolver o seu app também é muito importante entender bem as diferenças entre apps nativos e híbridos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Computação Gráfica: Fundamentos básicos

Caos e hackers perseguem investidores nas bolsas de criptomoedas

Dan Wasyluk descobriu da forma mais difícil que as negociações de criptomoedas como bitcoins ocorrem em um ambiente online similar ao Velho Oeste, com os xerifes em grande parte ausentes.

Wasyluk e seus colegas levantaram bitcoins para uma nova empresa de tecnologia e hospedaram-nos como garantia em uma administradora de bolsa de moedas virtuais chamada Moolah. Poucos meses depois, o bolsa quebrou e o homem responsável está aguardando julgamento no Reino Unido, sob acusações de fraude e lavagem de dinheiro. Ele se declarou inocente.

O projeto de Wasyluk perdeu 750 bitcoins, que atualmente valem cerca de 3 milhões de dólares, e ele acredita que tem poucas chances de recuperar dinheiro.


"Realmente o projeto foi um tiro no pé", disse Wasyluk sobre o colapso de três anos atrás. "Se você está começando uma bolsa e você perde o dinheiro dos clientes, você ou sua empresa devem ser 100 por cento responsáveis por essa perda."
As criptomoedas deveria…