Pular para o conteúdo principal

As 7 principais linguagens de programação usadas em desenvolvimento mobile


A multiplicidade de linguagens para a criação de softwares e aplicativos é gigantesca. Inserido nesse universo recheado de idiomas, digno de séries e filmes cultuados como “Star Trek” e “Star Wars”, o programador deve escolher precisamente a opção mais adequada ao objetivo final.
Não somos tão sábios quanto Mestre Yoda e Spock, mas vamos te dar uma força e explicar quais as linguagens de programação mais usadas em desenvolvimento mobile. Siga-nos nessa jornada!

Java

Adquirida pela Oracle, é a linguagem mais utilizada por programadores ao redor do mundo. Orientado a objetos, o Java é compilado e flexível, podendo ser executada tanto numa janela de navegador quanto em aparelhos sem browser.
Outra grande vantagem da linguagem Java é a capacidade multiplataforma, cujo código é executado com especial sucesso em sistemas Android e Windows. Ainda assim, quando fala-se em desenvolvimento mobile no Brasil, com a salada mista de SO nos smartphones e tablets, dependendo dos seus objetivos, uma plataforma integrada é mais do que bem-vinda: é quase indispensável.
Além disso, de forma complementar ao JAVA, tecnologias como o TotalCross vem ganhando espaço por  facilitar o desenvolvimento mobile e portar o app para iOS, Android e Windows, com um único código fonte.

C

Desenvolvida nos anos 1970, pode-se dizer que a linguagem C é como o latim para a maioria dos idiomas ocidentais: uma língua-mãe. Dela se originaram Java, C# e praticamente todas as outras. Contudo, assim como o latim, é complexa e exige de você muitas linhas para cumprir tarefas que outras linguagens fazem em apenas uma.
Também é compilado, e ideal para sistemas com muitos cálculos ou para jogos com gráficos espetaculares. Se você tiver tempo e criatividade, pode ser uma escolha interessante.

C++

Derivada diretamente da linguagem C, essa linguagem é uma das mais populares e utilizadas pelo comércio devido ao fácil manuseio e pluralidade de plataformas. Você pode criar aplicativos simples para uma infinidade de funções. Mas não é só isso. Para se ter uma ideia, a C++ foi usada como base para o desenvolvimento de softwares grandiosos como Photoshop, Illustrator, Firefox e Microsoft Office.

Python

Esse sim parece nome de alguma civilização dos planetas inventados por George Lucas e Gene Roddenberry. No entanto, o nome é oriundo do grupo de comediantes ingleses Monty Python. É uma linguagem com sintaxe clara e didática, excelente particularmente se você for um iniciante.
No entanto, é uma linguagem robusta, uma vez que permite ao programador resultados sofisticados apesar da simplicidade. Está presente em web apps megapopulares como Instagram e Pinterest, por meio do framework Django, além de Yahoo! e Google.

Objective-C

Também conhecida como Obj-C, essa linguagem foi utilizada pela Apple enquanto a C++ era a moda. Também foi desenvolvida a partir da linguagem Smalltalk, não obstante com mais foco em funções gráficas e de exibição. É a base original dos aplicativos feitos para iOS e Mac OS X e orientada a objeto. Está em processo de substituição pela Swift.

Swift

É a nova linguagem desenvolvida pela Apple. Não há opção melhor se o seu objetivo é focar em aparelhos iOS. Recentemente, a marca inventada por Steve Jobs anunciou que a Swift será transformada em código aberto. A medida busca aumentar o número de programadores e transformá-la na linguagem mais popular para desenvolvimento de softwares e aplicativos mobile.

C#

Assim como o Obj-C está para a Apple, o C# está para a Microsoft. Todavia, a empresa fundada por Bill Gates não tem se saído muito bem no desenvolvimento mobile. Ainda assim, a credibilidade estabelecida pelo Windows no Brasil é imensa e você não pode descartá-la de forma alguma. Logo, se pretende desenvolver aplicativos que englobem o sistema mais popular do mundo é melhor incluir a linguagem C# na sua lista.
Finalmente, essas são as principais linguagens para desenvolvimento mobile. Lembre-se de não levar em conta apenas o gosto pessoal, mas sim os objetivos finais e as plataformas que pretende atingir. Então, antes de começar a desenvolver o seu app também é muito importante entender bem as diferenças entre apps nativos e híbridos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Computação Gráfica: Fundamentos básicos

Algoritmo de Bresenham

O algoritmo de Bresenham — em homenagem a Jack Elton Bresenham — é um algoritmo criado para o desenho de linhas, em dispositivos matriciais (como por exemplo, um monitor), que permite determinar quais os pontos numa matriz de base quadriculada que devem ser destacados para atender o grau de inclinação de um ângulo.

O Código
voidbresenham1(intx1,inty1,intx2,inty2){intslope;intdx,dy,incE,incNE,d,x,y;// Onde inverte a linha x1 > x2 if(x1>x2){bresenham1(x2,y2,x1,y1);return;}dx=x2-x1;dy=y2-y1;if(dy<0){slope=-1;dy=-dy;}else{slope=1;}// Constante de BresenhamincE=2*dy;incNE=2*dy-2*dx;d=2*dy-dx;y=y1;for(x=x1;x<=x2;x++){putpixel(x,y);if(d<=0){d+=incE;}else{d+=incNE;y+=slope;}}} Desenhar Reta em Java – Algoritmo de Bresenham/DDA Inteiro O objetivo deste algoritmo é reduzir o esforço computacional para se
desenhar uma reta, bem como reduzir erros de arredondamento e operações com ponto flutuante. E, de fato, o algoritmo de Bresenham consegue fazer isso – ele se desenvolv…

Robô Minotauro é indicado ao prêmio de Brinquedo do Ano nos EUA

O robô Minotauro, criado pela equipe RioBotz, da PUC-Rio,  está concorrendo ao troféu de Brinquedo do Ano nos EUA, principal premiação da indústria no país.

O Minotauro está disputando na categoria Brinquedo de Montar e venceu outros 600 projetos que estavam tentando uma indicação. A votação é aberta ao público através do site do prêmio.

O robô apareceu no programa BattleBots e posteriormente ganhou uma versão mais amigável nas lojas de brinquedos dos EUA