Pular para o conteúdo principal

Escola de Guarujá fica em segundo lugar em prêmio do Google


Imagine uma escola que tem site, blog, canal no YouTube, página no Facebook, Twitter, Google+ e até aplicativo para facilitar que alunos recebam todas essas informações e videoaulas. Parece coisa de ensino particular, mas isso existe no Centro Estadual de Ensino de Jovens e Adultos (Ceeja) Guarujá. 
A instituição ganhou o segundo lugar do Prêmio Educação nas Redes: Novos Influenciadores Digitais.


A final do concurso, fruto da parceria entre a Secretaria da Educação do Estado e o Google For Education, foi realizada nesta terça-feira (7), na Capital. Dentre as 500 participantes, 20 instituições foram para a última etapa. 


A escola estadual guarujaense, que possibilita a alunos trabalhadores concluir o Ensino Fundamental e Médio, tem 3.235 alunos ativos e participou pela categoria Informação e Gestão. A campeã foi a página do Facebook do Grêmio Estudantil da Diretoria de Ensino Regional de São Carlos.


O responsável por inscrever a unidade na disputa, além de engajar professores, direção e toda a escola nessa onda tecnológica é o coordenador pedagógico Paulo Cesar dos Santos Pereira Junior – o mesmo que gerencia todas as redes sociais e até criou o aplicativo da unidade escolar.


“A ideia foi divulgar o que fazemos. Há algumas informações que, a todo momento, são muito necessárias aos alunos como a quantidade de provas que podem e devem fazer, os horários disponíveis de professores para tirar duvidas, questões de matrícula e divulgação dos próprios estudantes”, conta ele sobre o material que é disponibilizado nas redes.


E deu certo. Hoje, pelo menos, quatro professores já aplicam provas no computador com correção automática e os canais de comunicação da escola divulgam oficinas. Há aulas de docentes de diversas disciplinas no YouTube, além de atividades curriculares, fotos e depoimentos de formandos com êxito em algum objetivo. 


“Já divulgamos, por exemplo, um aluno nosso que ganhou bolsa em uma universidade norte-americana e uma senhora que, mesmo voltando a estudar após anos, passou em primeiro lugar no vestibular para Serviço Social”, lembra Pereira Junior, que também destaca a participação dos professores na atualização do Facebook da escola estadual de Guarujá. 




Gerenciamento

O pique e experiência para lidar com o mundo digital veio após anos de experiência. Pereira Júnior era professor de Ciências. formado em Biologia, fez pós-graduação em Tecnologia e se tornou diretor técnico de Tecnologia da Diretoria de Ensino de Santos, em 2013 – função que responde pela implantação de equipamentos tecnológicos em todas as escolas estaduais da região. 


Gostou tanto da área que, mesmo saindo do cargo em 2015, não parou. “Depois de 21 anos de formado, voltei à graduação para cursar a faculdade de Engenharia da Computação. Por isso, fiz o aplicativo e inscrevi na disputa. Para uma escola que trabalha com eliminação de matérias, (a premiação) é um estímulo. Se antes havia até um certo preconceito, a gente mostra que há muitos resultados positivos que saem do Ceeja Guarujá. A ideia é só melhorar”, garante o professor. 


Por estar entre os 20 finalistas da premiação, Pereira Junior ganhou um curso de criação de vídeos para o YouTube e formação de professores, do Google For Education.

Categorias

O Prêmio Educação nas Redes: Novos Influenciadores Digitais teve quatro categorias em disputa: Cultura e Comportamento; Vida Escolar e Grêmio; Informação e Gestão e Disciplinas, professores e servidores. O principal objetivo é conhecer, compartilhar e premiar experiências sobre cultura, comportamento e educação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Computação Gráfica: Fundamentos básicos

As 7 principais linguagens de programação usadas em desenvolvimento mobile

A multiplicidade de linguagens para a criação de softwares e aplicativos é gigantesca. Inserido nesse universo recheado de idiomas, digno de séries e filmes cultuados como “Star Trek” e “Star Wars”, o programador deve escolher precisamente a opção mais adequada ao objetivo final.
Não somos tão sábios quanto Mestre Yoda e Spock, mas vamos te dar uma força e explicar quais as linguagens de programação mais usadas em desenvolvimento mobile. Siga-nos nessa jornada!
Java Adquirida pela Oracle, é a linguagem mais utilizada por programadores ao redor do mundo. Orientado a objetos, o Java é compilado e flexível, podendo ser executada tanto numa janela de navegador quanto em aparelhos sem browser.
Outra grande vantagem da linguagem Java é a capacidade multiplataforma, cujo código é executado com especial sucesso em sistemas Android e Windows. Ainda assim, quando fala-se em desenvolvimento mobile no Brasil, com a salada mista de SO nos smartphones e tablets, dependendo dos seus …

Algoritmo de Bresenham

O algoritmo de Bresenham — em homenagem a Jack Elton Bresenham — é um algoritmo criado para o desenho de linhas, em dispositivos matriciais (como por exemplo, um monitor), que permite determinar quais os pontos numa matriz de base quadriculada que devem ser destacados para atender o grau de inclinação de um ângulo.

O Código
voidbresenham1(intx1,inty1,intx2,inty2){intslope;intdx,dy,incE,incNE,d,x,y;// Onde inverte a linha x1 > x2 if(x1>x2){bresenham1(x2,y2,x1,y1);return;}dx=x2-x1;dy=y2-y1;if(dy<0){slope=-1;dy=-dy;}else{slope=1;}// Constante de BresenhamincE=2*dy;incNE=2*dy-2*dx;d=2*dy-dx;y=y1;for(x=x1;x<=x2;x++){putpixel(x,y);if(d<=0){d+=incE;}else{d+=incNE;y+=slope;}}} Desenhar Reta em Java – Algoritmo de Bresenham/DDA Inteiro O objetivo deste algoritmo é reduzir o esforço computacional para se
desenhar uma reta, bem como reduzir erros de arredondamento e operações com ponto flutuante. E, de fato, o algoritmo de Bresenham consegue fazer isso – ele se desenvolv…