Pular para o conteúdo principal

Samsung lança no Brasil TV que simula tela de pintura quando desligada


Quando ligada, funciona como uma smart TV como outras do mercado. Ao ficar inativa, a tela deixa de apresentar o visual escuro para exibir obras de artes, com pinturas e fotografias de artistas renomados do mundo todo. Esse é o conceito da The Frame TV, da Samsung, que acaba de chegar ao Brasil.

“Há mais de 2 anos a Samsung começou a questionar porque existiam tantas TVs com telas pretas, desligadas, na casa dos consumidores de todo o mundo. Fruto de detalhados estudos e considerando todo o DNA inovador, a The Frame TV chega ao mercado brasileiro com um conceito completamente novo, que expande a usabilidade padrão de um televisor”, destaca da empresa, no site Samsung Newsroom Brasil.

Frame TV Samsung

O aparelho conta com 55 polegadas na resolução 4K e HDR Premium e ativa o quando o Modo Arte é ativado o quadro pode ser customizado com o material de celebridades ou seus próprios trabalhos e imagens pessoais. Entre as opções nativas estão três modalidades: a Coleção Samsung, o The Frame Store e a Minha Coleção, que centenas de alternativas para você expor o que quiser.

Funcionamento e acessórios

A The Frame TV vem com dois sensores: um de iluminação, que detecta a luz ambiente e ajusta as configurações de brilho e cor para que as obras de arte de fato se pareçam um quadro; e um de movimento, que liga e desliga automaticamente ao identificar a presença de pessoas.
Preço sugerido por aqui é de R$ 8.999
Se você quiser pode comprar molduras customizáveis para encaixar no aparelho, em 3 opções de cores, madeira, madeira clara e branco. O cabo óptico Conexão Invisível tem 5 metros, é quase transparente e se conecta com outros dispositivos wireless por meio do One Connect e o suporte de parede No Gap permite um posicionamento muito próximo da parede.
O preço sugerido da novidade é R$ 8.999 e as molduras à parte saem por R$ 899 cada.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Computação Gráfica: Fundamentos básicos

Caos e hackers perseguem investidores nas bolsas de criptomoedas

Dan Wasyluk descobriu da forma mais difícil que as negociações de criptomoedas como bitcoins ocorrem em um ambiente online similar ao Velho Oeste, com os xerifes em grande parte ausentes.

Wasyluk e seus colegas levantaram bitcoins para uma nova empresa de tecnologia e hospedaram-nos como garantia em uma administradora de bolsa de moedas virtuais chamada Moolah. Poucos meses depois, o bolsa quebrou e o homem responsável está aguardando julgamento no Reino Unido, sob acusações de fraude e lavagem de dinheiro. Ele se declarou inocente.

O projeto de Wasyluk perdeu 750 bitcoins, que atualmente valem cerca de 3 milhões de dólares, e ele acredita que tem poucas chances de recuperar dinheiro.


"Realmente o projeto foi um tiro no pé", disse Wasyluk sobre o colapso de três anos atrás. "Se você está começando uma bolsa e você perde o dinheiro dos clientes, você ou sua empresa devem ser 100 por cento responsáveis por essa perda."
As criptomoedas deveria…

As 7 principais linguagens de programação usadas em desenvolvimento mobile

A multiplicidade de linguagens para a criação de softwares e aplicativos é gigantesca. Inserido nesse universo recheado de idiomas, digno de séries e filmes cultuados como “Star Trek” e “Star Wars”, o programador deve escolher precisamente a opção mais adequada ao objetivo final.
Não somos tão sábios quanto Mestre Yoda e Spock, mas vamos te dar uma força e explicar quais as linguagens de programação mais usadas em desenvolvimento mobile. Siga-nos nessa jornada!
Java Adquirida pela Oracle, é a linguagem mais utilizada por programadores ao redor do mundo. Orientado a objetos, o Java é compilado e flexível, podendo ser executada tanto numa janela de navegador quanto em aparelhos sem browser.
Outra grande vantagem da linguagem Java é a capacidade multiplataforma, cujo código é executado com especial sucesso em sistemas Android e Windows. Ainda assim, quando fala-se em desenvolvimento mobile no Brasil, com a salada mista de SO nos smartphones e tablets, dependendo dos seus …