Pular para o conteúdo principal

The Good Place - Netflix


Dias de chuva a primeira coisa que faço é, caçar algum filme ou série pra assistir na Netflix, Amazon Prime ou algum anime no Chunchyroll. Passando pela lista da Netflix, olhava para essa série mas ficava receoso de assistir e não gostar. Mas, olhando o catálogo e vendo que já assisti quase tudo de novidade resolvi dar uma chance a série mas já doido pra reprovar.

Antes de começar a falar da série, vamos falar do que sabemos da vida pós-morte. Sabemos que cada crença tem um modo de ver a vida pós-morte. Algumas acreditam em paraíso e inferno, outras tem o purgatório (uma espécie de escola de verão pra quem ficou de recuperação no teste da vida), os ateus acham que o pós-morte é mais químico e orgânico, seu corpo servirá de adubo pra natureza e, alguns acreditam em ciclo de reencarnação, onde as pessoas voltam para este mundo com uma nova identidade.

Dissertando um pouco sobre a vida pós-morte, vamos entender agora a série. No começo, quando a protagonista Eleanor morre e vai parar no "Bom lugar", ela não lembra de como chegou lá, Michael diz a ela que pessoas que morreram de morte trágica tem suas memória apagadas para terem somente lembranças boas. Ele descreve como funciona todo o sistema. Basicamente, para chegar ao lugar bom você precisa fazer atos de caridades e destilar bondade durante toda a sua vida. Fala que a vida de Eleanor na Terra foi de uma santa e após toda a apresentação vem a surpresa para nós, ela não tem nada a ver com essa vida de santidade, pelo contrário, sempre foi egoísta e nunca ajudou as pessoas.

Esse é o ponto interessante

Quando vi o nome "Lugar Bom", parecia que seria uma série onde destilaria felicidade, algodão doce e todo mundo de roupa colorida e feliz mas, uma falha no sistema tornou as coisas interessantes. Uma pessoa que pertence ao Lugar Ruim está num lugar bom. Graças a este evento, acontecem coisas bizarras no paraíso. Mas as coisas interessantes não param por aí. Quando você vai conhecendo cada um dos personagens, começa a enxergar pontos negativos em cada e que eles não eram tão santos assim. Devemos levar em consideração também que, Micael diz que é a primeira vizinhança que ele arquitetou para vida pós-morte. Isso significa que existem outras vizinhanças e arquitetos.

Será que tem material para durar mais?

Um tema tão delicado que trata de algo que é distinto em cada crença, poderia deixar o público bem restrito mas, parece que isso não aconteceu com a série que já tem uma segunda temporada também.
Resta saber, se o autor conseguirá manter o interesse das pessoas por este Lugar Bom por muito mais tempo ou se a magia inicial da série se perderá como acontece com muitas séries que se pronlogam além do que deveria.

Resumindo, vale a pena dar uma chance para série e tirar suas próprias conclusões. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gigabyte lança placa de rede compatível com 10 Gigabit Ethernet

A Gigabyte anunciou o lançamento da sua nova placa de rede compatível com 10 Gigabit Ethernet. A placa é baseada no chip Aquantia GC-AQC 107.

A nova placa de rede possui interface PCI Express 3.0 e é compatível com os padrões 10GBASE-T (10 Gbps), 5 GBASE-T (5 Gbps), 2.5 GBASE-T (2.5 Gbps), 1000 BASE-T (1 Gbps) e 100 BASE-TX (100 Mbps).

Ela pode ser utilizada com cabos de rede das seguintes categorias:
– CAT6a*
– CAT6**
– CAT5e***
– CAT5

*Para conexão de 10Gbps, o comprimento máximo do cabo pode ser de até 100m.
**Para conexão de 10Gbps, o comprimento máximo do cabo pode ser de até 55m.
***Para conexões de 10Gbps e 5Gbps, o comprimento máximo do cabo pode ser de até 30m.

A nova placa de rede da Gigabyte deve chegar ao mercado custando US$ 99. Vale lembrar que a empresa já oferece diversas placas-mãe com conectividade 10 Gigabit Ethernet.

Computação Gráfica: Fundamentos básicos